Raw ou Jpeg

Na grande parte das máquinas fotográficas digitais de hoje temos a possibilidade de escolher que tipo de ficheiro final queremos… Geralmente as máquinas de hoje deixam-nos escolher entre dois tipos, JPEG e RAW. Nem todas têm essa exacta designação. Por exemplo os ficheiros das fotografias RAW na Canon têm a extensão CR2, na Nikon NEF, na Sony SR2, ou seja cada marca o seu tipo de ficheiro.

Na realidade estes dois tipos significam se queremos um ficheiro de fotografia com processamento adicional da máquina ou um ficheiro de fotografia sem processamento adicional com as características original de como foi tirada a fotografia. Sei que isto pode ser um pouco confuso mas já vamos ver em mais detalhe mais à frente. 

 

JPEG ou JPG

Por vezes passamos as fotografias da máquina fotográfica para o computador mas nem reparamos que tipo de ficheiro é. Grande parte desses ficheiros vem em formatos com compressão e processamento adicional da máquina fotográfica, geralmente com ficheiros com a extenção .jpg .jpeg que são as extensões mais usadas.

 

Para entendermos um pouco de como funcionam estes ficheiros JPEG ou JPG vou falar um pouco de algo que conhecemos muito bem nos dias de hoje, o MP3. Grande parte de nós conhecemos bem este tipo de ficheiros de áudio e o que sabemos do MP3?!!  

  • Sabemos que um MP3 é muito mais pequeno em tamanho do que uma faixa de musica de um CD normal.
  • Sabemos que pode ter várias taxas de compressão (bitrate) para que fique mais pequeno.
  • Mas sabemos também que quanto maior for a compressão (menor bitrate) pior é a qualidade da musica.
  • O que na realidade faz é alem de comprimir digitalmente, tenta “apagar” frequências da musica que geralmente o humano não consegue ouvir.

 

Podia apresentar o caso do MP4 que é basicamente a mesma coisa mas com vídeo, mas acredito que seria talvez mais confuso.

Outra das características das fotografias em JPEG ou JPG é que são pós-processadas na máquina fotográfica, isto é, todas as alterações que fazemos tipo balanço de brancos, alteração da tonalidade do que estamos a fotografar e o processamento de melhoramento da imagem de cada máquina fotográfica são efetuados nos ficheiros JPEG ou JPG. No RAW não é feito nenhum pós-processamento da imagem.

 

O JPEG ou JPG funciona da mesma forma que o MP3 mas em fotografia.

  • Comprime o ficheiro digitalmente como se tratasse de um “ficheiro .zip”.
  • Esconde algumas cores e formas para que o ficheiro fique mais compacto, por vezes perspetiveis se não estivermos mesmo a reparar em certos pormenores. Isto notasse mais se tentarem aclarar ou escurecer muito uma fotografia, vão reparar que alguns locais mais escuros ou claros se tornam em pequenos quadrados ou sem qualidade.
  • O tamanho dos ficheiros é mais pequeno, ficando numa máquina com 10 megapixels com um tamanho entre 2Mb e 4Mb.
  • Fica com mais contraste que nas fotografias RAW devido ao pós-processamento.
  • As fotografias ficam mais nítidas (sharper) do que em RAW.
  • Mas por sua vez perdem qualidade nas partes demasiado claras ou demasiado escuras da fotografia.
  • Podem ser abertas e editadas por todos os programas de edição de imagens.
  • Existe um pós-processamento de melhoramento da fotografia na máquina fotográfica. Menos trabalho em edição… Wink
  • Como já existe um pós-processamento da imagem, muitas delas não necessitam de processamento adicional com software de edição de imagens, assim estão praticamente prontas para serem postas na Internet, para serem impressas entre outras funcionalidades. Podem até ser impressas diretamente da máquina fotográfica…
  • Ocupam menos espaço em cartão, assim podemos tirar mais fotografias com o mesmo cartão. Geralmente mais de 3 vezes o numero de fotografias em RAW.
  • Como este tipo de fotografias já tem alterações devido à compressão, cada vez que editamos e gravamos a fotografia vamos perdendo um pouco mais de qualidade… É quase como antigamente quando fazíamos copias de cassetes VHS, cópia de cópia, de cópia, de cópia e a cassete final já tinha uma qualidade duvidosa…. Laughing   

 

 

RAW

As fotografias RAW não têm compressão, contêm a informação de cada ponto da fotografia tal como o sensor da máquina fotográfica captou. Não têm pós-processamento da máquina fotográfica ou seja, se alteraram o balanço de brancos ou o esquema de cor da máquina fotográfica essa alteração não afeta as fotografias RAW.

As fotografias em formato RAW são geralmente lidas por software da própria marca da máquina fotográfica, apesar de haver alguns softwares que já editam fotografias RAW que é o caso do Adobe Photoshop. Então para que servem??! Undecided

Com o software da marca que vem na máquina fotográfica podem usar as fotografias em RAW e fazer o mesmo processamento que a máquina faz em pós-produção para as fotografias JPEG ou JPG e até melhorar consoante o que queremos. Posso dar o exemplo do Software da Canon que vem com a minha máquina fotográfica, depois de ler a fotografia RAW, tenho todas as opções como se estivesse na máquina fotográfica, alteração de tonalidades, contraste, balanço de brancos, etc… e depois de corrigir fico com a fotografia parecida à da fotografia JPEG ou JPG, mas com as correções que quero.

Outra das coisas é que posso usar RAW para fazer fotografias HDR sem perder tanta qualidade em comparação com as fotografias JPEG ou JPG. Pois posso pegar na fotografia original e criar uma mais escura e outra mais clara sem perder tanta qualidade. 

 

  Algumas das características:

  • Tem a informação de cada ponto da fotografia tal como foi captado pelo sensor, sem perca de qualidade.   
  • Necessita grande parte das vezes de software adicional para ver e editar as fotografias neste formato.
  • Não é um formato standard, geralmente cada marca tem o seu formato distinto de ficheiros RAW com características diferentes. Apesar de já haver tentativas para que seja criado um standard para os ficheiros RAW.
  • Como não têm compressão os ficheiros RAW são muito maiores que os JPEG ou JPG. Numa máquina de 10 megapixels podem atingir 10Mb a 12 Mb por ficheiro.
  • Cabem menos fotografias num cartão devido ao seu tamanho.
  • Grande qualidade de informação nas partes da fotografia que estão muito claras ou muito escuras em comparação com as fotografias JPEG ou JPG.
  • Devido à menor qualidade da imagem sem pós-produção, não se torna tão rápida a sua utilização, tal como usar rapidamente uma fotografia na internet, ou para imprimir fora ou até mesmo da máquina fotográfica. Não são de rápida utilização. 
  • Não são editáveis, depois de se fazer alterações na edição de ficheiros RAW, ou se grava o resultado final para JPG ou é gravado num ficheiro auxiliar com as alterações efetuadas.

 

Bem, depois destas explicações parece que fica tudo um pouco confuso, qual devo usar??!? Undecided

 

No meu caso tenho a opção de tirar fotografias com os dois formatos, a máquina fotográfica guarda uma fotografia RAW e outra JPG da mesma fotografia. Assim quando uso fotografias para por aqui no eFotosPT uso as JPG ou mesmo para imprimir rapidamente…. Quando quero melhorar a fotografia ou fazer alguns HDR onde só tenho uma fotografia uso as RAW.

 

Outra das diferenças bastante importantes na maioria das máquinas fotográficas para quem gosta de fotografia em sequencia, é o facto de como as fotografias em JPG serem mais pequenas podem tirar mais fotografias por segundo e um numero mais extenso de fotografias, ao contrário do RAW onde por serem maiores a máquina chega a uma altura onde não consegue tirar mais sequencias enquanto não escrever todas as que já tirou para o cartão. 

 

Para quem tem paciência aconselho tirarem fotografias em RAW pois são mais flexíveis. Para quem tenha a possibilidade de fotografar com os dois formatos melhor. Agora se querem um produto final rápido usem e abusem do JPEG ou JPG. Wink

 

Até já,

e boas fotos…

Acompanhe e partilhe:


Novo Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *