Fotografia – Regra dos terços

Regra dos terços….

Não, não tem mesmo nada a ver com religião….

Esta é uma regra usada em publicidade. Porque não ser usada na fotografia???

Muitos dos fotógrafos usam esta regra para realçar um ou vários pontos de interesse. Hum… o que são pontos de interesse na fotografia???

São os “objectos” pelo qual resolvemos tirar a fotografia. São os objectos que queremos realçar na imagem.

Então em que consiste esta regra???

Bem, como o nome indica “regra de terços”, vamos dividir a imagem em 3 pedaços na horizontal e 3 na vertical… reparamos que ficam 9 quadrados na fotografia… algo como isto…

Enquadramento - Regra terços - Divisão

Ok, já temos a fotografia dividida, vamos lá explicar….

Dizem que os pontos onde se cruzam estas linhas são os locais que realçam mais aos nossos olhos, e que devemos enquadrar os objectos nesses locais…Se for um objecto horizontal ou vertical, deve ficar “colocado” nas linhas horizontais quando for um objecto horizontal, ou nas linhas verticais quando for um objecto vertical.

Ora, estamos a falar de linhas imaginárias, estas linhas não aparecem quando tiramos fotografias…. Tongue out

Mostrando um exemplo…

Enquadramento - Regra terços - Pontos de interesse

Os círculos a vermelho mostram os cruzamentos das linhas “imaginarias” que traçamos,  esses pontos são considerados os pontos de interesse da fotografia. Como podem ver na fotografia o objecto de interesse que seria o insecto, foi colocado no centro da fotografia, o que não deve acontecer. Vão reparar que apesar de só haver dois objectos focados (o insecto e a flor) parece que temos que fazer um esforço para olhar para o centro da fotografia. Se o fundo não estivesse desfocado, provavelmente os nossos olhos seriam distraídos por outro objecto de fundo que ficasse junto aos pontos de interesse (círculos vermelhos / cruzamento das linhas).

Agora com uma pequena ajuda de software vamos enquadrar a imagem de modo a que os “objectos” fiquem nos pontos de interesse.

Enquadramento - Regra dos terços - Enquadramento 1

Como podem ver nesta fotografia, o insecto ficou junto no ponto de interesse, o que parece realçar mais o objecto do que as primeiras fotografias deste artigo onde o “objecto” ficou no centro da fotografia.

Nesta fotografia o objecto é maior e fica colocado tanto no ponto de interesse como ao longo da linha imaginária horizontal. Realça bastante o insecto, se repararmos os nossos olhos são chamados para o corpo do insecto e não para a cabeça do insecto, pois o corpo do insecto fica mais perto do ponto de interesse, mesmo apesar de haver um contraste de vermelho entre a cabeça e o corpo. Dá que pensar…

No caso deste tipo de fotografias como mão existe mais nenhum ponto de interesse, o objecto deve ocupar grande parte da imagem.

 

 

Enquadramento - Regra dos terços - Enquadramento 3Enquadramento - Regra dos terços - Enquadramento 4

Estas duas fotografias são apenas modificações da fotografia inicial onde movemos o objecto para o ponto de interesse, parecem ficar bem melhor, e notamos que os nossos olhos são logo chamados para o objecto principal (o insecto)

 

Nas fotografias de retrato, devemos meter os olhos ao longo de uma das linhas horizontais.

Nas paisagens, devemos meter horizontes junto a uma das linhas de interesse.

 

Para finalizar e mostrar mais 2 exemplos…..

Enquadramento - Regra dos terços - Enquadramento 5 - Parque das Nações Enquadramento - Regra dos terços - Enquadramento 5 - Nazaré

 

Na fotografia da esquerda os nossos olhos são chamados para o boneco mergulhador porque está num ponto de interesse. Na fotografia da direita queremos realçam o farol então metemos o objecto que neste caso é o farol na linha vertical de interesse, esta imagem perdia um pouco o interesse se o farol estivesse ao meio, a não ser que estivesse a ocupar a imagem quase toda.

Boas fotos….

e até já…

Acompanhe e partilhe:

6 comentários

Novo Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *