Canon – Inauguração da exposição World Press Photo 11

O Museu da Eletricidade volta a acolher a World Press Photo, a maior exposição internacional de fotojornalismo, promovida em Portugal pela Fundação EDP e pela revista Visão.

Esta exposição, que estará patente até dia 22 de maio, apresenta o trabalho de 55 fotógrafos de 23 nacionalidades.

Entre estes, a repórter sul-africana Jodi Bieber, que conquistou o grande prémio da edição de 2011, com a fotografia de uma rapariga afegã com o nariz mutilado.

Esta imagem, que ganhou também o primeiro prémio na categoria de Retratos, conta-nos a história de Bibi Aisha, uma jovem de 18 anos, casada há quatro anos, que fugiu de casa do marido por motivos de violência doméstica. A “justiça” talibã autorizou o marido a mutilar-lhe as orelhas e o nariz. Abandonada pela família, Bibi Aisha foi encontrada por funcionários de auxílio humanitário e por elementos do exército norte-americano, que a ajudaram a chegar a um refúgio para mulheres em Cabul. Vive atualmente nos Estados Unidos da América, onde foi já submetida a uma cirurgia reconstrutiva. Tornou-se um símbolo de luta pela não violência contra as mulheres afegãs.

A edição de 2011 do World Press Photo contou com um número recorde de 108.059 fotografias, submetidas a concurso por 5.691 de 125 países.

(Texto da página da fundação da Electricidade. em http://www.edp.pt)

Esta exposição está aberta de Terça a Domingo das 10H às 18. Com entrada livre.

Para quem não sabe onde fica aqui deixo a morada e o google map…

Museu da Electricidade

e Aqui vai o convide..

Evento - World Press Photo 2011

Acompanhe e partilhe:


Novo Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *