fotografia HDR

Mas afinal isto não devia ser uma página para falarmos de  fotografias?!?! Agora falam de HDR!… Mas afinal o que é HDR? Wink

Ok, só para cultura geral, geralmente usamos a designação de HDR mas  também podemos usar HDRI. Estas são as iniciais para   High Dynamic Range Image.

Para entendermos o que isto quer dizer, vamos ver o que geralmente  acontece na exposição das nossas fotografias, para entendermos para que realmente serve e consiste o HDR e quais os benefícios de fotografias HDR.

Se repararmos nas nossas fotografias, grande parte dos objectos da  fotografia não fica bem expostos, isto porque a luz é diferente em diversas partes da imagem que queremos fotografar. Vamos perceber porquê.

 

A máquina fotográfica no modo de calculo de exposição automático calcula uma  exposição intermédia para que tudo fique mais ou menos bem exposto, mas o que acontece é que na realidade a imagem quase nunca fica bem exposta por completo.  

Como exemplo deixo aqui uma imagem…

HDR - Exemplo Exposição

Como podem ver o céu tem umas cores muitos boas, mas tudo o resto ficou  escuro… Se tivesse tirado a fotografia a calcular a exposição da  paisagem em vez do céu, o céu ficaria quase branco devido à exposição  elevada, pois a máquina fotográfica necessita de muito mais tempo de exposição porque a paisagem tem pouca luz o que iria provocar um céu branco, pois a exposição para o céu é muito menor.

Nunca iria conseguir tirar a fotografia de maneira a que tudo ficasse  bem nítido e exposto. Mesmo que calculasse a média entre o que a máquina calculou para o céu e para a paisagem porque ainda ficava pior pois, nem o céu nem a paisagem acabariam por ficar bem expostos.

É aí que entra o HDR, consiste em usarmos várias fotografias com  diferentes exposições para criarmos uma fotografia em que tudo fique  praticamente nítido e exposto.

Geralmente usamos três fotografias para criar um HDR, uma que é a  fotografia “normal” outra com mais exposição e outra com menos exposição. De forma a que cada fotografia fique com exposições correctas dos  objectos com mais luz e menos luz.

Podemos usar mais fotografias não é necessário que sejam três, podemos  ter lugares com mais de duas exposições de luz, podemos também usar uma  fotografia para cada exposição diferente na fotografia, assim ficariam todos os “contrastes” de exposição perfeitamente expostos. Podemos também usar só duas fotografias, por exemplo como no caso da  fotografia em cima que só necessita da exposição para o céu e da  exposição para o monte.

Agora mãos à obra…

Vou usar três fotografias para fazer o HDR.

Nota – As fotografias que vos vou mostrar não têm exactamente o mesmo  alinhamento, foram tiradas sem a ajuda de um tripé ou algo que  pudesse  fixar a máquina fotográfica. Para este tipo de fotografia devem usar um  auxiliar para manter a máquina fotográfica fixa de maneira a que a única coisa de diferente seja a exposição, todas as fotografias devem ter a  mesma posição exacta de imagem para obtermos a melhor qualidade final  sem “artefactos”, que são criados a quando da tentativa de posicionamento das  fotografias. (O que não acontece nas Três fotografias  seguintes, nas o resultado final até é bastante aceitável)  

 

Fotografia para HDR - Exposição base

Esta é a fotografia base, a exposição foi calculada pela maquina  fotográfica, como podem ver existe uma enorme diferença de intensidade  de luz nas duas partes, mas nem o rochedo nem o céu ficaram bem  expostos. Isto porque a máquina fotográfica calculou a exposição para a  imagem por completo, como se fizesse uma média dos valores de exposição da imagem. Também a máquina fotográfica não adivinha o que é que eu quero que fique  bem exposto…  Wink

 

Fotografia para HDR - Maior exposição

Esta foi a fotografia com mais exposição, como a diferença é enorme  entre a luz do rochedo e a luz do céu, ao calcular a exposição para o  rochedo torna o céu branco devido ao tempo de exposição elevado.   

  

Fotografia para HDR - Menos Exposição  

Esta fotografia é calculada para a exposição correcta do céu, tal como  sabemos os objectos em contra luz tendem a ficar escuros quando têm uma  luz muito forte por de-traz.

Na altura e que tirei estas  fotografias nunca pensei em fazer HDR, o meu objectivo na altura era  esta ultima fotografia. Como andava a alterar o tempo de exposição as  fotografias não estão na mesma posição, mas para quem vai fazer HDR  aviso mais uma vez, convém que as fotografias estejam na mesma posição.  

Depois meti  no programa Photomatrix que para mim até ao momento é o melhor programa  para HDR, é bastante intuitivo para quem não entende muito de edição de fotografias como eu. Tem um contra, não é grátis mas o custo na minha opinião compensa, não estamos a falar de custos como um Photoshop, acho que a  versão lite custa perto dos 40$ o que até não é caro para os resultados  finais.

Mas antes de mostrar o resultado final, tenho que vos  informar que nem todas as fotografias ficam bem em HDR, do que já vi  entre 60% a 80% das nossas fotografias ficam bem em HDR o resto se  virmos não tem muita diferença do original, só compensa bastante,  fotografia com exposições muito diferentes.

Eis o resultado final.

Fotografia HDR Final

Como podem reparar o resultado é muito bom, o resultado foi uma “mistura”  das exposições correctas de cada fotografia.

Existe alguma distorção nas pontas do rochedo, pois as fotografias não  têm a mesma posição. Por isso aconselho usarem um tripé ou algum tipo de suporte para que todas as fotografias tenham a mesma posição.  

Na próxima mensagem vou explicar como trabalhar com o software  Photomatrix para criar HDR.

Até já e

Boas fotos….  

Acompanhe e partilhe:

6 comentários

Novo Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *